Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Diário de uma CROHNista

"Toda a vida tem um propósito. Se compartilhares a tua história, talvez ajudes alguém a encontrar a própria."

"Toda a vida tem um propósito. Se compartilhares a tua história, talvez ajudes alguém a encontrar a própria."

O Diário de uma CROHNista

25
Mai18

Vovós/Vovôs

O Diário de uma CROHNista


Hoje escrevo para vocês... 
Sangue do meu sangue, minhas raízes, minha bases. Pessoas que lutaram a vida toda. Minha família de garra, com homens trabalhadores e mulheres guerreiras. 
Claro que existe sempre aquela vovó e aquele vovô que nos marcam e nos são tanto. Mas estão todos no coração. 
Vovô ainda me lembro quando me levavas a escola quando chovia, quando eu era pequena e me deixavas brincar no teu local de trabalho, já partiste e ficaste para sempre na minha memória. Vovó ainda me lembro quando era pequena e dormia a tarde aquela sesta depois do almoço, onde me contavas histórias e eu acabava por adormecer, já partiste e ficaste para sempre na minha memória. Vovô pegaste-me ao colo, olhavas por mim quando corria pelo jardim ou brincava a teu lado pelo pátio, partiste de repente e do nada deixaste um vazio em nós. 
...
Minha vovó do coração, mulher guerreira. Convivo contigo, ainda te abraço, te dou um beijinho. Ainda me lembro daqueles lanches que me fazias quando era pequena, de tratares de mim, de dormir algumas noites a teu lado. Olho para esta grande mulher que ainda trabalha e se dedica tanto. Admiro-te! 
Não te quero perder! Espero ter-te a meu lado por muitos mais anos. E um dia ainda puderes ver o meu filho(a) para lhe puderes dar um pouco de ti, tal como a mim fizeste. 
Eternos são os vovôs e vovós que em nós deixam tanto! 

IMG_20180802_093633_695.jpg

 

 

25
Mai18

Licença para falar

O Diário de uma CROHNista


... 

É tudo tão amigo hoje em dia. Até assusta! 
Falam mal uns dos outros e das atitudes, mas depois é só abraços, sorrisos e união. 
Estou mesmo confusa. Amigos? Isso é amizade?! Cinismo, criticar, é de amigo? 
Onde está o apoio? 
Colegas de trabalho com intrigas e a lamber botas aos patrões. Patrões estes que não valorizam ou tratam bem os empregadores. Trabalho de equipa onde está? Entreajuda? 

Começo achar que os valores da humanidade desapareceram e as pessoas preferem andar umas contra as outras, preferem ser cínicas do que expor pensamentos e opiniões. 
Depois temos vezes que têm tanta língua para umas coisas e para outras nada!! 
Uma pessoa sincera e directa é criticada e uma caladinha e demasiado simpática é um "amor de pessoa". É isto que temos. 
Desculpem e lamento informar. Não entendo isto, não apoio e não me incluo nesta sociedade. 
Vivo de imperfeições, sinceridade, brutalidade e sentimentos a flor da pele. Assim sou, assim serei. 

IMG_20180816_121903_692.jpg

 

11
Mai18

Respira...

O Diário de uma CROHNista

 

Vou ser muito sincera, não me dou com todos.

Não tenho que dar, não quero... problema meu! Não tenho que levar com o teu mau humor, com a tua maneira de ser. Posso até te compreender, mas tu pelos vistos não entendes o meu lado. Quem está a trabalhar sou eu neste momento, não tu! 

Hoje estou cansada, hoje estou exausta. Parem com comentários impróprios como se estivessem a brincar. O timming é errado. Calem-se! Críticas, desvalorizar e expressões. Deixem-me! 
Onde está a harmonia, o bom senso e os sorrisos?!... Pressão o dia todo. Ninguém aguenta, ninguém é de ferro... 
Respira... 
... 
Não temos que estar bem todos os dias, não temos que engolir tudo e todos, não temos que suportar tudo. Existem limites. 
Hoje cheguei ao meu. 
... 
Consciência dorme. Que tudo em mim descanse. 
Amanhã falamos de novo...

IMG_20180908_105818_282.jpg

 

 

 

01
Mai18

Mama e Papa

O Diário de uma CROHNista

 

Um dia era eu pequena e vocês agarravam-me ao colo e protegiam-me de todos os males deste mundo, eu sorria quando me elevavam, parecia que voava.

Vocês eram os maiores! 
Um dia eu fazia muitas asneiras no jardim da avó, destruía tudo e fugia a rir-me e vocês davam-me uma chamada de atenção e repreendiam-me, eu não gostava claro, amava por vezes, mas depois davam-me um mimo, e eu esquecia e não me importava! 
Um dia eu comecei a querer liberdade, aquela que vocês não me queriam dar por eu ser nova, por não ter idade, por querer crescer tão rápido e viver tudo. Vocês castigavam-me, eu não entendia, eu sentir-me presa, eu deixei de entender e de gostar, já não queria ter nada haver com vocês, revoltei-me!

...

 

 

Um dia surgiu um problema de saúde, tive uns pais incansáveis, uma família unida, e foi ai que vi que a idade trás coisas boas e más e que tudo cresce e desenvolve e toda a minha revolta passou a compreensão. 
Um dia eu quis ser independente, saí de casa, queria viver a minha vida, os meus pais apoiaram, ajudavam, eram, como sempre foram os "maiores".
Um dia a minha vida estabilizou, os meus pais continuaram ali, sempre com o apoio e carinho de sempre. O único defeito deles é não serem eternos... Tenho os melhores de sempre (sei que toda a gente diz o mesmo) mas eu tenho os melhores, que me deram na cabeça quando teve que ser, que me deram a liberdade suficiente para fazer as minhas escolhas e me tornar a pessoa que sou hoje, a eles devo tudo, a eles devo o meu amor e respeito... 
Um dia espero que o meu pai me leve ao altar, que a minha mãe esteja a meu lado, e que estejam os dois presentes num dos dias mais importantes da minha vida. 
Um dia lhes darei netos, que espero que os vejam crescer para receberem o mesmo que tive e ainda mais...

 

Ao meu papa e a minha mama devo tudo.

 

Um obrigado nunca irá chegar.

 

IMG_20180730_202056_123.jpg

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D